Pages

sábado, 30 de outubro de 2010

* PRESTAÇÃO DE CONTAS DE SETEMBRO DO PREFEITO SÁVIO PONTES JÁ ESTA NO SITE DO TCM. AMANHA TEM NOVIDADES. AGUARDEM!

* DATAFOLHA E IBOPE SEM SURPRESAS

Segundo o Datafolha, a diferença entre a petista Dilma Rousseff e o tucano José Serra, um dia depois do debate da Globo e um dia antes da eleição, segue em 10 pontos percentuais, a mesma do levantamento feito no dia 28. Nos votos válidos, Dilma aparece com 55%, e Serra, com 45%. No Ibope, é de 12: 56% a 44%. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. No Datafolha, houve uma pequena variação nos votos totais, o que fez a diferença passar de 12 para 10 pontos. Ninguém deveria esperar nada além disso. Nem teria havido tempo para consolidar mudanças significativas. Se algo vai acontecer fora do que prevêem os institutos, não seriam eles a apontar. A eleição é amanhã. Os trackings dos dois partidos apontam uma diferença bem menor. As urnas dirão. Depois escrevo mais a respeito, é claro.

Por Reinaldo Azevedo

* MARQUETEIRO DO RECIFE DIZ QUE DILMA PERDE AS ELEIÇÕES NESTE DOMINGO

O publicitário Marcelo Teixeira, da empresa Makplan e que já trabalhou para tucanos e petistas pelo Brasil, analisou os últimos números da pesquisa Datafolha e diz que Dilma pode até ganhar as eleições, mas que as chances maiores de vitória são do candidato tucano José Serra. Quando todo mundo dizia que Dilma levaria no primeiro turno, em entrevista exclusiva ao Blog de Jamildo, analisando os mesmos dados do Datafolha, ele antecipou que haveria segundo turno. Reveja aqui.

“Lula não conseguiu fazer a candidatura dela decolar. Ela é ruim de palanque e mesmo com o apoio quase totalitário não deslanchou nas urnas”, declara.

O marqueteiro vê muita semelhança do atual cenário com os números do primeiro turno, quando a candidata oficial tinha 50% dos votos, segundo as pesquisas mais confiáveis, mas não obteve nas urnas os 50% dos votos, mesmo com o apoio de um amplo leque de políticos da situação.

“Serra tem todas as chances de vencer as eleições porque Dilma, mesmo com a popularidade de Lula, mesmo com toda a capilaridade de sua campanha no primeiro turno, não conseguiu subir nada e está com os mesmos 50% do primeiro turno. Em São Paulo, por exemplo, ela tinha três candidatos a governador pedindo votos para ela”, observa.

O analista político cita que Serra tem chances enormes de mudar o placar porque, no Sudeste, por exemplo, existem cerca de 7% dos indecisos.

Numa comparação rápida, o marqueteiro cita que a votação da petista gira em torno dos 62% no Nordeste e que Lula teve 77% nas pesquisas.

A sua tese principal, assim, é que só São Paulo pode tirar os votos de vantagem de Dilma no Nordeste. Isto pode até ajudar a explicar a preocupação do presidente Lula de encerrar a campanha da petista no Recife, na data de hoje. “Desde Franco Montoro, passando por Covas e depois os tucanos mais novos, eles nunca tiveram menos de 60% contra Lula. E Dilma não é Lula”, frisa.

Apontado como um dos principais colégios eleitorais, Minas Gerais, na avaliação do observador da cena política nacional, dará vitória ao tucano. “Ela está 4% ainda na frente, mas vai perder lá. O mineiro não vota no PT. Agora não vai ter cabo eleitoral como no primeiro turno. O eleitor vai para votar em um, no outro, ou branco ou nulo. A abstenção será enorme e Dilma não é Lula, ela é pesada”.

Na sua avaliação, um dos fatores que deve prejudicar Dilma com muita intensidade são as abstenções. Ele diz que isto pode reduzir a sua esperada votação no Nordeste para até 60% do que está previsto. “Em um universo de 36 milhões de eleitores, no segundo turno, Lula e Alckmim tiveram apenas 25 milhões de eleitores. Cerca de 11 milhões de eleitores deixaram de comparecer. E olha que era gente que segurava bandeirinha e era Lula desde sempre. Só que Dilma não é Lula e a votação de votos em disputa pode cair para 20 milhões de votos no Nordeste”, observa.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

* BENTO XVI, IGREJA, ABORTO, VOTO

IMAGEM:

" Bento XVI entra na eleição 2010 "
Por Alberto Porem Jr.

" segundo o Estadão:Papa condena aborto e pede a bispos do Brasil que orientem politicamente fiéis"

" Bento XVI afirmou que católicos devem 'usar o próprio voto para a promoção do bem comum "

" SÃO PAULO - Em reunião em Roma na manhã desta quinta-feira, 28, o papa Bento XVI conclamou um grupo de bispos brasileiros a orientar politicamente fiéis católicos. Sem citar especificamente as eleições de domingo, o papa reforçou a posição da Igreja a respeito do aborto e recomendou a defesa de símbolos religiosos em ambientes públicos. "Quando projetos políticos contemplam aberta ou veladamente a descriminalização do aborto, os pastores devem lembrar os cidadãos o direito de usar o próprio voto para a promoção do bem comum", disse.

Vejamos o que lamentavelmente disse Bento XVI:

" O vosso dever como Bispos junto com o vosso clero é mediato, enquanto vos compete contribuir para a purificação da razão e o despertar das forças morais necessárias para a construção de uma sociedade justa e fraterna. Quando, porém, os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem, os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas (cf. GS, 76).

Quando os projetos políticos contemplam, aberta ou veladamente, a descriminalização do aborto ou da eutanásia, o ideal democrático - que só é verdadeiramente tal quando reconhece e tutela a dignidade de toda a pessoa humana - é atraiçoado nas suas bases (cf. Evangelium vita, 74). Portanto, caros Irmãos no episcopado, ao defender a vida não devemos temer a oposição e a impopularidade, recusando qualquer compromisso e ambiguidade que nos conformem com a mentalidade deste mundo" (ibidem, 82).

Isto significa também que em determinadas ocasiões, os pastores devem mesmo lembrar a todos os cidadãos o direito, que é também um dever, de usar livremente o próprio voto para a promoção do bem comum (cf. GS, 75).

Só respeitando, promovendo e ensinando incansavelmente a natureza transcendente da pessoa humana é que uma sociedade pode ser construída. Assim, Deus deve "encontrar lugar também na esfera pública, nomeadamente nas dimensões cultural, social, econômica e particularmente política" (Caritas in veritate, 56). Por isso, amados Irmãos, uno a minha voz à vossa num vivo apelo a favor da educação religiosa, e mais concretamente do ensino confessional e plural da religião, na escola pública do Estado."

COMENTO: Palavra do papa pesa e muito principalmente se for lida nas missas dominicais. "

FONTE: BLOG DO LUIS NASSIF ONLINE

* Hoje, debate na Globo. Um pouco de memória

Promessas do Lula - Debate GLOBO 2002
O vídeo não está grande coisa. Mas tem de ser visto mesmo assim. Trata-se de um trecho do debate na Globo no segundo turno da eleição de 2002, entre José Serra e Luiz Inácio Lula da Silva. Vejam. Volto em seguida.

Bolsa Família
Que maravilha! Em pleno debate, Lula chama os programas sociais de “esmola”. Tinham de ser substituídos pelo “Fome Zero”, que nunca saiu do papel. Aí a ficha caiu, ele reuniu, então, as “esmolas” e criou o “Esmola Família”. Há dias, na USP, Marxilena Oiapoque afirmou que Serra é que era um crítico dos programas sociais. Não, dona Doida! Ele criou alguns deles. O crítico era o Lula!
Combate ao crime
Como se vê, oito anos depois, há 50 mil homicídios por ano no Brasil. O único estado que assistiu a uma revolução na área nos últimos 12 anos é São Paulo: 9 mortos por 100 mil habitantes, o índice mais baixo do país.
Reformulação na CLT
Não aconteceu.
Reforma tributária
Não aconteceu. E a carga tributária… subiu!
Podem cobrar
“Por isso que os meus programas estão por escrito; porque eu quero que as pessoas cobrem de mim”!!!
Ah, bem… A arrogância estava ali, como sempre: “Eu sou o único que pode…” Poderia dizer de outro modo: “Eu sou o único que o PT não tentará sabotar”.

Por Reinaldo Azevedo

terça-feira, 26 de outubro de 2010

* OS APROVEITADORES DE DINHEIRO PÚBLICO ESTAO PRESTES A DEVOLVER O QUE ROUBARAM

O prefeito IrresponSÁVIO Pontes vai ter que explicar ao TCM o motivo de não ter tomado nenhuma providencia quanto a devolução de recursos que foram roubados do povo de Ipu por ex-gestores.

O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceara - TCM, através do processo Nº 2009.IPU.PCG.07457/10 está requisitando que o prefeito Sávio Pontes, comprove, através de documentos hábeis, que procedeu nesse exercício financeiro a devida inscrição dos valores referentes a multas referentes a atrasos de prestações de contas e devolução de recursos públicos que foram desviados ilegalmente do povo de Ipu.

Os gestores e ex-gestores JOSE CARLOS SOBRINHO (Zezé), MARCELO JOSEME ABREU CARLOS (O Merreca, filho do Zezé), ANTONIA BEZERRA LIMA CARLOS (Toinha), NATALIA MARIA VIANA SOARES LOPES, ANTONIO JERRIVAN FILHO, ANTONIO CARLOS AMARANTE DA SILVA (Carlinhos da Várzea), FRANCISCO EVANDRO SOARES, SIMAO MARTINS DE SOUSA TORRES, ANTONIO CARLOS MARTINS, ANTONIA IRENE MARTINS ARAUJO, MARIA DA CONCEICAO GUILHERME MARTINS, MARIA LÚCIA MARTINS TORRES e JOSE ROBERTO ARAUJO FARIAS foram julgados pelo TCM e condenados a devolverem aos cofres públicos de Ipu, a quantia de R$ 3.310.795,72 (três milhões, trezentos e dez mil, setecentos e noventa e cinco reais e setenta e dois centavos). Alguns gestores acima sofreram apenas a aplicação de multas devido ao atrado na entrega da prestação de contas, mas a maioria, foram simplesmente condenados por improbidade administrativa, ou seja, roubo de dinheiro publico.

Em 2009, o prefeito Sávio Pontes foi comunicado pelo TCM, sobre inscrição dos citados débitos e que deveria naquela ocasião cientificar ao Tribunal de Contas sobre as providências adotadas para que os referidos débitos fossem recolhidos, Sávio Pontes não fez nada, e agora está sendo passível de responder pela irregularidade, diante do que prescreve o Regimento Interno do TCM.

 Agora vejam quanto cada um dos citados acima terá que devolver e entendam porque o prefeito IrreponSAVIO Pontes não tomou nenhuma providencia para que o dinheiro acima fosse devolvido ao município de Ipu.
NATALIA MARIA VIANA SOARES LOPES (foto acima), vai ter que devolver ao povo de Ipu R$ 369.790,90 (trezentos e sessenta e nove mil setecentos e noventa reais e noventa centavos). O dinheiro acima foi desviado do antigo FUNDEF. Na forma do inciso VIII do art. 71 da Constituição Federal, combinado com os artigos 56 da lei Estadual 12.160/93.

MARCELO JOSEME ABREU CARLOS (foto acima) vai ter que devolver ao povo de Ipu R$ 363.090,65 (trezentos e sessenta e tres mil e noventa reais e sessenta e cinco centavos). Segundo Marcelo Carlos, o dinheiro acima que foi criminosamente roubado do povo de Ipu nao passa de uma MERRECA. Na forma do inciso VIII do art. 71 da Constituição Federal, combinado com os artigos 56 da lei Estadual 12.160/93.

ANTONIA BEZERRA LIMA CARLOS (foto acima) vai ter que devolver ao povo de Ipu R$ 127.081,88 (cento e vinte e sete mil e oitenta e um e oitenta e oito centavos), desviados ilegalmente. Na forma do inciso VIII do art. 71 da Constituição Federal, combinado com os artigos 56 da lei Estadual 12.160/93.

JOSE CARLOS SOBRINHO (foto acima) vai ter que devolver ao povo de Ipu R$ 85.412,71 (oitenta e conco mil quatrocentos e doze reais e setenta e um centavos), tambem desviados ilegalmente.

ANTONIO JERRIVAN FILHO R$ 334.463,57 - Antonio Jerrivan era diretor da Cooperativa de Serviços – UNISERVIÇOS – aquela que foi contratada para ministrar aulas e cursos para os professores SEM VALIDADE JURÍDICA, comprovados pelo conselho Estadual de Educação.

FRANCISCO EVANDRO SOARES BENVINDO R$ 13.301,25

JOSE ROBERTO ARAUJO FARIAS R$ 4.788,45 
ANTONIO CARLOS AMARANTE DA SILVA (foto acima) vai ter que devolver referente a multas por atraso no envio de prestações de contas, o valor de  R$ 3.192,30

SIMAO MARTINS DE SOUSA TORRES R$ 19.684,85
ANTONIA IRENE MARTINS ARAUJO R$ 6.384,60
ANTONIO CARLOS MARTINS (multa por atraso no envio de prestações de contas) R$ 1.383,33

MARIA DO SOCORRO PEREIRA TORRES  (multa por atraso no envio de prestações de contas) R$ 5.553,84
MARIA DA CONCEICAO GUILHERME MARTINS  (multa por atraso no envio de prestações de contas) R$ 1.596,15
MARIA LÚCIA MARTINSTORRES  (multa por atraso no envio de prestações de contas) R$ 1.596,15

Clik nas imagens e veja o processo.




Ou clik aqui para ve-lo no site do TCM.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

* PRESTAÇÃO DE CONTAS DA ORAI

A ORAI (Organização Regimental dos Amigos de Ipu) publica a relação de representações de improbidades administrativas, praticadas pelo prefeito Sávio Pontes,  encaminhadas ao Ministério Público Estadual, Federal e Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará – TCM, são elas:
Representação 01 = Dia 10/03/2009, foi protocolada no Ministério Público, representação para apurar irregularidades na Lei que criou a nova estrutura administrativa com 333 (trezentos e trinta e três) cargos comissionados com uma despesa mensal de R$ 305.137,00 (trezentos e cinco mil cento e trinta e sete reais) para o município de Ipu; entre os cargos criados podemos citar: Chefe do Núcleo de Fomento Difusão e Mobilização; Chefe do Núcleo de Apoio as Atividades da Apicultura; Assessor de Mobilização Social; Diretor do Clube de Chorinho; Chefe do Núcleo de Assuntos Distritais; Assessor Especial de Cerimônia; Articulador de Atividades Regionais; entre outros.
Representação 02 = Dia 22/05/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para apurar irregularidades na Lei que decreta um falso “Estado de Emergência” no município de Ipu, em virtude de seca, isso no dia 02 de janeiro de 2009;

Representação 03 = Dia 28/05/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para apurar irregularidades na Lei que decreta “Estado de Emergência” no município de Ipu, dessa vez, por excesso de chuva, onde o prefeito contabilizou 14.448 (Catorze mil quatrocentos e quarenta e oito) pessoas desabrigadas; 133 pessoas feridas, sendo um estado grave; 1 (hum) morto e 3.000 (três mil) alunos flagelados e 107 (Cento e sete) prédios destruídos por evento natural que não aconteceu, forjando ludibriar a Defesa Civil, numa ação criminosa;

Representação 04 = A ORAI encaminha ao TCM, representação para que sejam apuradas indícios de irregularidades com relação à demissão de funcionários concursados, e contratação de mais de 1.000 contratados temporários; Contratação de empresa para realização do carnaval com dispensa de licitação; Obras superfaturadas; compras superfaturadas e contratação de veículos sem licitação;

Representação 05 = Dia 22/06/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas na contratação da empresa Construcon que foi criada 05 dias antes da licitação de R$ 3.159.976,32, para construção de banheiros para pessoas carentes;

Representação 06 = Dia 29/06/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas onde a empresa CONSTRUCON recebe o pagamento de R$ 3.159.976,32 sem os banheiros terem sido construídos;

Representação 07 = Dia 06/07/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para que seja apurada a irregularidade administrativa na construção do CRAS onde a prefeitura emitiu a nota de empenho em nome da empresa vencedora 05 dias antes da realização da licitação;

Representação 08 = Dia 10/07/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas na reforma de escolas, onde o prefeito sacou R$ 214.500,00 sem que os serviços tenham sido realizados;

Representação 09 = Dia 13/07/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas com relação a contratação de veículos para o transporte escolar sem licitação e transporte irregular de alunos;

Representação 10 = Dia 20/07/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas na compra superfaturada de 2.300 carteiras escolares e compra de 800 agendas para professores que não foram entregues e o mais grave, a referida empresa não poderia vender material de expediente;

Representação 11 = Dia 29/07/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas na compra de gêneros alimentícios superfaturados;

Representação 12 = Dia 04/08/2009 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas na licitação para aquisição de Material de Construção para “distribuição gratuita” no valor de R$ 7.439.833,00 (SETE MILHÕES QUATROCENTOS E TRINTA E NOVE MIL OITOCENTOS E TRINTA E TRES REAIS), uma das empresas vencedoras trata-se de STEVE LIMA CARNEIRO-ME (empresa em nome de laranjas);

Representação 13 = Dia 07/08/2009 a ORAI encaminha ao Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas no pagamento de ambulâncias; reforma superfaturada da Casa de Cultura e compra de fardamento escolar no valor de R$ 236.700,00 (duzentos e trinta e seis mil e setecentos reais);

Representação 14 = Dia 09/02/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para que seja apurada a irregularidade administrativa referente aos buracos no asfalto no trecho entre os bairros Pereiros e Mina, que foram tapados pelo DER - Departamento de Edificações e Rodovias do Governo do Estado do Ceará, e contabilizados pela prefeitura em nome da empresa BOA VISTA ENGENHARIA pelo valor de R$ 135.743,40 (cento e trinta e cinco mil setecentos e quarenta e três reais e quarenta centavos);

Representação 15 = Dia 10/02/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas referente ao CURSO DE CAPACITACAO E TREINAMENTO DE PROFESSORES E GESTORES DE UNIDADES ESCOLARES, cuja licitação, na modalidade Carta Convite de Nº 2110.02/2009, teve o valor estimado em R$ 47.000,00 (quarenta e sete mil reais); no entanto, a empresa IDESP – Instituto de Desenvolvimento Educacional Psico-Social foi a vencedora do referido certame, apresentando o menor preço em R$ 60.000,00 (Sessenta mil reais) 26,58% acima do valor estimado na carta convite; e o mais grave, recebeu o pagamento sem ter realizado o curso;

Representação 16 = Dia 09/02/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para que sejam apuradas as irregularidades administrativas na reforma da prefeitura de Ipu que custou R$ 154.334,86 e reforma do prédio da Sefaz que custou R$ 144.894,62;

Representação 17 = Dia 11/02/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para que seja apurada a irregularidade administrativa referente à cobrança abusiva CONTRIBUIÇÃO PARA CUSTEIO DO SERVIÇO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA – CIP;

Representação 18 = Dia 23/03/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para que seja apurada a irregularidade administrativa referente ao MURO DE ARRIMO da rampa de asa delta no qual foi pago R$ 72.578,75 (Setenta e dois mil quinhentos e setenta e oito reais e setenta e cinco centavos) a empresa Boa Vista Engenharia, sem que o muro tenha sido feito. Somente após a denúncia ter sido encaminhada ao Ministério Público, fizeram um pequeno muro no local, o qual teve um valor estimado em aproximadamente R$ 3.000,00 (três mil reais);

Representação 19 = Dia 06/04/2010 foi protocolada no Ministério Público um pedido de solicitação, para que o mesmo requeira cópia dos PROJETOS DOS CALÇAMENTOS que custaram R$ 1.067.454,96 (um milhão e sessenta e sete mil, quatrocentos e cinqüenta e quatro reais e noventa e seis centavos), junto à Secretaria de Infraestrutura deste município, por se tratar de documentos públicos, para que a ORAI, e outros interessados, possam conhecer a exatidão da execução das obras.

Representação 20 = Dia 07/04/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para que seja apurada a irregularidade administrativa na locação de máquinas para recuperação de estradas no valor de R$ 972.500,00 (novecentos e setenta e dois mil e quinhentos reais); como também os serviços pagos a empresas para recuperação de estradas no valor de 1.280.969,55 (um milhão duzentos e oitenta mil novecentos e sessenta e nove reais e cinqüenta e cinco centavos). Muitos desses serviços foram pagos sem os mesmos serem realizados, podemos citar como exemplo: a drenagem da estrada Santa Tereza, que custou R$ 25.637,14 e a drenagem na localidade de Engenho dos Belém que custou R$ 108.666,54;

Representação 21 = Dia 08/04/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para que seja apurado o DESVIO DE CONDUTA ADMINISTRATIVA do presidente da Câmara de Vereadores de Ipu - Sr. NILSON RUFINO MOREIRA, com o pagamento de diárias abusivamente concedidas em causa própria e outras irregularidades envolvendo o Vereador Raimundo Nonato Martins Rodrigues como abaixo listadas:
1) Divergência nos valores das diárias;
2) Uso irregular de CPF’s;
3) Falta de referencia nos empenhos do objeto do pagamento das diárias.
Os dois juntos, em um ano, receberam mais de 100 diárias que totalizaram um valor de R$ 37.600,00 (trinta e sete mil e seiscentos reais);

Representação 22 = Dia 14/06/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para apuração de indícios de irregularidade no processo de CONCORRENCIA PÚBLICA Nº 2004.01/2010, realizada às 9h30 (Nove horas e trinta minutos) do dia 25 de maio de 2010, cujo objeto é a “CONSTRUÇÃO DO PARQUE DA BICA DO IPU”;

Representação 23 = Dia 02/07/2010 foi protocolada no Ministério Público, complementação da representação nº 22, na qual detalha todas as irregularidades da firma GGD Construtora e Imobiliária Ltda, que não poderia sequer participar da licitação, mesmo assim, foi a vencedora das fases de habilitação e propostas de preços;

Representação 24 = Dia 08/09/2010 foi protocolada no Ministério Público, representação para apuração de indícios de irregularidade na desapropriação simulada de uma casa que pertenceu ao Sr. Pedro Josino Pontes (pai do prefeito), a mesma foi adquirida por R$ 50.000,00 e vendida para a prefeitura por R$ 200.000,00. Pede também a apuração a apuração de irregularidades na reforma da referida casa que foi licitada por R$ 637.816,57.

Além dessas representações, ainda temos outras que foram encaminhadas pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Ipu e pelo Sindicato APEOC.

Estão em fase de conclusão, mais seis representações para serem encaminhadas ao Ministério Publico e TCM, sao elas, reforma da Estação, casas populares do Bairro Pereiros, escola da Ingazeira e passagens molhadas.

* PERITO: O POVO

sábado, 23 de outubro de 2010

* ESSA É A DEMOCRACIA DO PT ????????

Guerra: PT aparelhou estado e gerou crise institucional
Depois de nova revelação feita por VEJA, tucanos lembram histórico de dossiês
Gabriel Castro
A reportagem de capa de VEJA, que mostra o grau envolvimento da máquina do governo com a elaboração de dossiês, repercutiu entre líderes da oposição. O presidente nacional do PSDB, Sério Guerra, afirma que a revelação é mais um sinal de que o país vive “uma crise importante”. Na avaliação de Guerra, o PT tem um longo histórico de uso da máquina pública para fins partidários: eles aparelham tudo o que estiver ao alcance das mãos: Casa Civil, Polícia Federal, Ministério da Justiça, o que for”, diz o tucano.

O presidente do PSDB afima que o governo petista degradou as instituições: “Os fundamentos políticos e democráticos estão sendo totalmente corroídos”. Para o senador Álvaro Dias (PSDB), o caso só reafirma a tese de que a montagem de dossiês constitui um método dos petistas: “É uma prática recorrente que vem desde 2002 e é incentivada pela impunidade”, afirma.

“Esse é o legado dos oito anos de governo Lula: uma época de corrupção, onde quem deveria dar o exemplo não dá”, opina a senadora Marisa Serrano. A tucana presidiu a CPI dos Cartões Corporativos, em 2008. Na época, a Comissão Parlamentar de Inquérito investigou a montagem de um dossiê contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a ex-primeira dama Ruth Cardoso. O material foi reunido dentro da Casa Civil sob o comando de Erenice Guerra, que era braço-direito da então ministra Dilma Rousseff.

Na época, o governo minimizou o caso e chamou o dossiê de “banco de dados”. Em 2006, o dossiê montado para atingir o presidenciável tucano Geraldo Alckmin também foi tratado pelo governo como um caso isolado. Uma ação de “aloprados”, como afirmou à época o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No caso da quebra de sigilo fiscal de tucanos ligados a José Serra, os petistas concentraram a culpa no jornalista Amaury Ribeiro Júnior.

Reportagem de VEJA que chega neste sábado às bancas revela conversas gravadas entre o secretário nacional de Justiça, Pedro Abramobay, e seu antecessor, Romeu Tuma Júnior. “Não aguento mais receber pedidos da Dilma e do Gilberto Carvalho para fazer dossiês”, diz Abramovay em um trecho dos diálogos.

VEJA A REPORTAGEM QUE CHEGARA AS BANCAS ESTA SEMANA 
RELAÇÕES PERIGOSAS: As conversas às quais VEJA teve acesso mostram que o braço direito do presidente Lula, Gilberto Carvalho, e a candidata à Presidência Dilma Rousseff tentaram usar o Ministério da Justiça para executar “tarefas absurdas” (Montagem Sambaphoto/Folhapress)

Estamos a menos de uma semana das eleições e, como escreveu o correspondente Stuart Grudgings, da agência noticiosa Reuters, políticos e jornalistas correrão às bancas mais próximas para ver se será esta a edição de VEJA que vai abalar a liderança de Dilma Rousseff nas pesquisas eleitorais. Embora a análise do funcionário da Reuters demonstre um total desconhecimento do que seja jornalismo, atividade em que os fatos fazem as notícias e não o contrário, ele acertou em seu diagnóstico a respeito da ansiedade que as capas de VEJA provocam no meio político. A reportagem que se vai ler a seguir não foge à regra. Ela revela, talvez da maneira mais clara até hoje, o tipo de governo produzido pela mentalidade petista de se apossar do estado, aparelhá-lo e usá-lo em seu benefício partidário. VEJA já havia demonstrado nas reportagens “O polvo no poder” e “A alegria do polvo” como a Casa Civil fora transformada em um balcão de negócios, em que maços de dinheiro vivo apareciam nas gavetas de escritórios a poucos metros da sala do presidente da República. A presente reportagem relata as tentativas ousadas de petistas de alto coturno de conspurcar um dos mais antigos e venerandos ministérios da República, o da Justiça.

Jose Cruz/Abril
“Não aguento mais receber pedidos da Dilma e do Gilberto Carvalho para fazer dossiês. (...) Eu quase fui preso como um dos aloprados.”
Pedro Abramovay, atual secretário nacional de Justiça, em conversa com seu antecessor, Romeu Tuma Júnior

É conhecido o desprezo que o PT nutre pelas instituições republicanas, mas o que se tentou no Ministério da Justiça, criado em 1822 por dom Pedro I, ultrapassa todas as fronteiras da decência. Em quase 200 anos de história, o ministério foi chefiado por homens da estatura de Rui Barbosa, Tancredo Neves e quatro futuros presidentes da República. O PT viu na tradicional instituição apenas mais um aparelho a serviço de seu projeto de poder. Como ensina Franklin Martins, ministro da Supressão da Verdade, “às favas com a ética” quando ela interfere nos interesses políticos e partidários dos atuais donos do poder. VEJA teve acesso a conversas entre autoridades da pasta que revelam a dimensão do desprezo petista pelas instituições. Os diálogos mostram essas autoridades incomodadas com a natureza dos pedidos que vinham recebendo do Palácio do Planalto. Pelo que é falado, não se pode deduzir que o Ministério da Justiça, ao qual se subordina a Polícia Federal, cedeu integralmente às descabidas investidas palacianas. “Não aguento mais receber pedidos da Dilma e do Gilberto Carvalho para fazer dossiês. (...) Eu quase fui preso como um dos aloprados”, disse Pedro Abramovay, secretário nacional de Justiça, em conversa com seu antecessor, Romeu Tuma Júnior. Abramovay é considerado um servidor público exemplar, um “diamante da República”, como a ele se referiu um ex-ministro. Aos 30 anos, chegou ao Ministério da Justiça no início do governo Lula pelas mãos do ex-ministro Márcio Thomaz Bastos. A frase dele pode confirmar essa boa reputação, caso sua “canseira” tenha se limitado a receber pedidos e não a atender a eles. De toda forma, deveria ter denunciado as ordens impertinentes e nada republicanas de “produzir dossiês”.

Mesmo um alto funcionário com excelente imagem não pode ficar ao mesmo tempo com a esmola e o santo. Em algumas passagens da conversa, Abramovay se mostra assustado diante das pressões externas e diz que pensa em deixar o governo. Não deixou. Existem momentos em que é preciso escolher. Antes de chegar ao ministério, ele trabalhou no gabinete da ex-prefeita Marta Suplicy, na liderança do PT no Senado e com o senador Aloizio Mercadante. Vem dessa etapa da carreira a explicação para a parte da frase em que ele diz “quase fui preso como um dos aloprados”. A frase nos leva de volta à campanha eleitoral de 2006, quando petistas foram presos em um hotel ao tentar comprar um dossiê falso contra José Serra. A seu interlocutor, Abramovay sugere ter participado do episódio e se arrependido, a ponto de temer pedidos semelhantes vindos agora do Palácio do Planalto. Ele disse que quase foi preso na época do escândalo e que, por isso, teve de se esconder para evitar problemas. “Deu ‘bolo’ a história do dossiê”, comenta. Em pelo menos três ocasiões, Abramovay afirma que não está disposto a novamente agir de forma oficiosa. E justificou: “...os caras são irresponsáveis”.

Dida Sampaio/AE
“O Pedro reclamou várias vezes que estava preocupado com as missões que recebia do Planalto. Ele realmente me disse que recebia pedidos da Dilma e do Gilberto para levantar coisas contra quem atravessava o caminho do governo.”
Romeu Tuma Junior, ex-secretário nacional de Justiça

Os diálogos aos quais a reportagem teve acesso foram gravados legalmente e periciados para afastar a hipótese de manipulação. As ordens emanam do coração do governo — do chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, e da candidata a presidente, Dilma Rousseff. A conversa mais longa durou cinquenta minutos e aconteceu em janeiro deste ano, no gabinete do então secretário nacional de Justiça e antecessor de Abramovay no cargo, Romeu Tuma Júnior. Os interlocutores discutem a sucessão do ex-ministro Tarso Genro. Ao comentar sobre o próprio futuro, Abramovay revela o desejo de trabalhar na ONU. Em tom de desabafo, o advogado afirmava que já não conseguia conviver com a pressão. Segundo ele, a situação só ia piorar com a nomeação para o cargo de Luiz Paulo Barreto, então secretário executivo, pela falta de força política do novo ministro, funcionário de carreira da pasta, em que também angariou excelente reputação. “Isso (o cargo de ministro) é maior que o Luiz Paulo. (...) Agora eles vão pedir... para mim... pedir para a Polícia (Federal)”, desabafou.

Procurado por VEJA, Abramovay disse: “Nunca recebi pedido algum para fazer dossiês, nunca participei de nenhum suposto grupo de inteligência da campanha da candidata Dilma Rousseff e nunca tive de me esconder — ao contrário, desde 2003 sempre exerci funções públicas”. Romeu Tuma Júnior, seu interlocutor, porém, confirmou integralmente o teor das conversas: “O Pedro reclamou várias vezes que estava preocupado com as missões que recebia do Planalto. Ele me disse que recebia pedidos de Dilma e do Gilberto para levantar coisas contra quem atravessava o caminho do governo”. Acrescentou Tuma: “Há um jogo pesado de interesses escusos. Para atingir determinados alvos, lança-se mão, inclusive, de métodos ilegais de investigação. Ou você faz o que lhe é pedido sem questionar, ou passa a ser perseguido. Foi o que aconteceu comigo”, afirma o ex-secretário, que deixou a pasta em junho, depois que vieram a público denúncias de que teria relacionamento com a máfia chinesa. Tuma Júnior atribui a investigação contra si — formalmente arquivada por falta de provas — a uma tentativa de intimidação por parte de pessoas que tiveram seus interesses contrariados. Ele não quis revelar quais seriam esses interesses: “Mas posso assegurar que está tudo devidamente documentado”.

Sergio Lima/Folhapress
Para o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, o diretor da PF, Luiz Fernando Corrêa (à dir.), se valeu do aparato policial para monitorar autoridades. O ministro suspeitou que ele próprio houvesse sido vítima de grampos ilegais e que até o presidente Lula tivesse sido constrangido por Corrêa

O clima de desconfiança no Ministério da Justiça contaminou até o mais alto escalão. A certa altura das conversas, o chefe da pasta, Luiz Paulo Barreto, manifesta suspeita de que seu subordinado Luiz Fernando Corrêa, diretor-geral da Polícia Federal, o espione. Em inúmeras ocasiões, Barreto revelou a seus assessores não ter ascendência sobre Corrêa. O ministro chega a expressar em voz alta sua desconfiança de que o diretor da PF tem tanto poder que se dá ao luxo de decidir sobre inquéritos envolvendo pessoas da antessala do presidente da República. Um desses casos é relatado por Barreto em conversa no seu próprio gabinete, ocorrida em meados de maio. À sua chefe de gabinete, Gláucia de Paula, Barreto fala sobre o possível indiciamento de Gilberto Carvalho, braço direito do presidente Lula. Em 2008, a PF interceptou telefonemas em que o chefe de gabinete da Presidência conversava com o advogado Luiz Eduardo Greenhalgh, um dos investigados na Operação Satiagraha, que prendeu o banqueiro Daniel Dantas.

Fotomontagem
Em um dos diálogos, o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto (à esq.), sua chefe de gabinete, Gláucia de Paula, e o então secretário nacional de Justiça Romeu Tuma Júnior conversam sobre a origem do poder do diretor da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa — que teria conseguido, entre outras coisas, evitar o indiciamento de Gilberto Carvalho, chefe de gabinete do presidente Lula.

Gláucia de Paula
O Gilberto (Carvalho, chefe de gabinete da Presidência) foi indiciado?
Ministro Luiz Paulo Barreto
O processo foi travado. Deu m... (...) O negócio do grampo. O Luiz Fernando falou pra não se preocupar.
Gláucia de Paula
Tem certeza disso?
Ministro Luiz Paulo Barreto
O ministro Márcio (Thomaz Bastos) que me contou isso. O Gilberto (Carvalho) me contou isso.
Tuma
Esse cara tem alguma coisa, não é possível (...).

O ministro, que diz ter tido conhecimento do indiciamento pelo próprio Gilberto Carvalho, revela que o diretor da PF promoveu uma encenação para iludi-lo, numa manobra para mostrar que seu poder emanava de fora da hierarquia do Ministério da Justiça. A conversa toma um rumo inesperado. Um dos interlocutores fica curioso para saber a fonte real de poder de Luiz Fernando, que lhe dá cobertura até para desafiar seu próprio chefe sem temor de represálias. “Ele deve ter alguma coisa...”, afirma. Procurado, Luiz Paulo Barreto informou que não comentaria nada antes de ter acesso ao áudio da conversa. Gilberto Carvalho negou que já tenha feito algum pedido a Pedro Abramovay, a mesma resposta de Dilma Rousseff. As conversas e sua vinda a público funcionam como o poder de limpeza da luz do sol sobre os porões. Elas são reveladoras da triste realidade vivida por instituições respeitadas quando passam a ser aparelhadas por integrantes de um projeto de poder.

Fotomontagem
O quartel-general da pré-campanha de Dilma Rousseff foi usado para espionar adversários. A mando de Luiz Lanzetta (à esq.), o ex-jornalista Amaury Ribeiro Jr. (abaixo) comprou a quebra do sigilo fiscal do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge (à dir.), e de aliados de José Serra

Outra demonstração disso surgiu na semana passada, quando a Polícia Federal forneceu a mais recente prova de quanto pode ser perniciosa a simbiose entre partido e governo. Na quarta-feira, depois de revelado que o ex-jornalista Amaury Ribeiro Jr., integrante do “grupo de inteligência” da campanha de Dilma, foi o responsável pela violação do sigilo fiscal de Eduardo Jorge e de outros integrantes do PSDB, o militante petista Lula, atualmente ocupando a Presidência da República, anunciou ao país que a PF faria revelações sobre o caso — antegozando o fato de que um delegado, devidamente brifado sobre o que deveria dizer, jogaria suspeitas das patifarias de Amaury Ribeiro sobre os ombros do PSDB. Mais uma vez, a feitiçaria dos petistas resultou em um tiro no próprio pé. Nunca aprendem que, uma vez aberta a caixa de Pandora, os fantasmas escapam e voam sem controle.

Em junho passado, VEJA revelou que o comitê de campanha de Dilma Rousseff arregimentou um grupo de arapongas para espionar o candidato José Serra, seus familiares e amigos. A tropa começou os trabalhos com o que considerava um grande trunfo, um dossiê intitulado “Operação Caribe”, produzido por Amaury e que narrava supostas transações financeiras de pessoas ligadas ao PSDB. As únicas peças do dossiê fajuto que não podiam ser lidas no Google haviam sido obtidas de forma preguiçosa e venal, compradas de bandidos com acesso a funcionários da Receita Federal — e pagas com dinheiro vivo. Os dados fiscais violados serviram de subsídio para o tal relatório que circulou no comitê de campanha. Como “previu” o militante petista que ora ocupa a Presidência da República, horas depois de sua entrevista apareceram as tais “novidades”. Um delegado anunciou que, com a identificação de Amaury, o caso estava encerrado, já que o ex-jornalista, ao violar o sigilo, ainda era funcionário do jornal O Estado de Minas, portanto não haveria nenhuma ligação com a campanha do PT. O delegado Alessandro Moretti foi o escolhido apenas para comunicar à nação as graves revelações obtidas pelo trabalho policial — formalmente ele não participou do inquérito. A lealdade no caso era mais vital do que o profissionalismo policial. Número dois na diretoria de Inteligência da PF, Moretti é produto direto do aparelhamento na Polícia Federal.


* BRASIL... A REPÚBLICA DOS ESCÂNDALOS...

" Valter Luiz Cardeal de Sousa e Dilma Rousseff."

" Valter Luiz Cardeal de Sousa, homem de convivência da candidata Dilma Rousseff está citado em ação de danos materiais e morais no Brasil, particularizando o setor de eletricidade. O Banco Público de Desenvolvimento da Alemanha, Kreditanstalt fur Wiederaufban cita Valter de Sousa, presidente de subsidiara da Eletrobrás, em escândalo de fraude milionária de empréstimos internacionais no valor de 157 milhões de euros.

A revista “Época” publicou no final de semana o caso em detalhes. A relação de Dilma e Valter vem desde os anos de 1990. Valter Cardeal de Sousa foi nomeado para a Eletrobrás por indicação de Dilma Rousseff quando ministra das Minas e Energia. Nove pessoas entre elas quatro militantes do PT gaúcho, respondem a processo na Justiça Federal do Rio Grande do Sul após investigação da Policia Federal.

Foi constatado que em 2007 crimes de formação de quadrilhas, corrupção passiva, ativa, e estelionato, Cardeal e Dilma não são acusados neste processo. Divulgado como escândalo na imprensa da Alemanha o caso corre de conversa em conversa. "

FONTE: BLOG DO ARI CUNHA

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

* A Difícil Missão de Dilma Rousseff

Arnaldo Jabor - O Estado de S.Paulo

"Dilma faz isso, Dilma faz aquilo... Dilma, corta o cabelo! Dilma se maquia mais rosadinha! Dilma você está sem emoção, tem de passar mais verdade... Dilma, seu sorriso não está sincero... Dilma isso, Dilma aquilo..."

(Coitada da pobre senhora que, canhestramente, segue as ordens do patrão e dos petistas que a usam para ficar eternamente em seus buraquinhos ou para realizar o que seria a torta caricatura de um vago socialismo, que não passa de uma reles aliança com a banda podre do PMDB.)

"Dilma, não fale nada de novo sobre aborto que você já deu uma entrevista na TV e agora não adianta desmentir. Dilma, ajoelha, isso, sei que está cansada, mas ajoelha e faz cara de religiosa devota de Nossa Senhora Aparecida; Dilma, eu sei que você é ateia, que para você a religião é o ópio do povo, mas, dane-se, ajoelha e reza, mas não fica com a cara muito em êxtase feito uma madre Teresa de Calcutá, não, que eles desconfiam. Dilma, levanta e vai confessar e comungar, mas não conte tudo ao padre, não, porque esses padres de hoje não são confiáveis e podem fazer panfletos.

Dilma isso, Dilma aquilo!...

Sei que foi duro para você, bichinha, ser preterida pela Marina, tão magrinha, uma top model do seringal, sabemos de tudo que você tem sofrido, mas você é uma revolucionária e tem de aguentar as intempéries para garantir os empregos de tantos militantes que invadiram esse Estado burguês para "revolucionar" por dentro. Viu, Dilma? Feito ensinou aquele cara italiano, que os comunas vivem falando, o tal de Gramsci... só que nosso Gramsci é o Dirceu.... ah ah... Você tem de esquentar minha cadeira ate 2014, pois você acha que vou ficar de pijama em São Bernardo?"

Aí, chegam os marqueteiros, escondendo sua depressão, pois o segundo turno não estava em seus planos de tomada do poder:

"Dilma, companheira, esculacha bem o FHC e o Serra , pois você pode inventar os números que quiser, porque ninguém confere. Diz aí que nós tiramos 28 milhões de brasileiros da miséria! Claro que é mentira, pô, mas diz e esconde que foi o governo do FHC que inventou o Bolsa Família e negue com todas as forças se disserem que o Plano Real tirou 30 milhões da faixa de pobreza, quando acabou com a inflação. Esqueça no fundo de tua mente que a inflação só ameaçou o Plano Real quando Lula barbudo ia vencer... Mas, quando o Duda escreveu a cartinha do Lulinha "paz e amor", a inflação voltou ao normal.

Dilma, você tem de negar em todos os debates que o PT tentou impedir o Plano Real no STF, assim como não assinou a Constituição de 88 para não compactuar com o "Estado burguês"; todos têm de esquecer que fomos contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, que demos força a todos os ladrões que pudemos para manter as alianças para nosso poder eterno, pois as ordens do companheiro Dirceu ("sim, doutor Dirceu, como está? Estamos ensinando aqui à dona Dilma suas recomendações...") eram: atacar tudo do governo FHC, mesmo as coisas inegavelmente boas. Dilma, afirme com fé e indignação que as "privatizações roubaram o patrimônio do povo", mesmo sabendo que a Vale, por exemplo, quando foi privatizada em 97 valia 8 bilhões de reais e que hoje vale 273 bilhões, que seu lucro era de 756 milhões e que agora é de 10 bilhões, que seus empregados eram 11 mil e que agora emprega 40.000. Mesmo sabendo que a Embraer entregava 4 jatos em 97 e que agora entrega 227, que a telefonia não existia na Telebrás e que agora quase todos os brasileiros têm celular. Não podemos divulgar, mas a telefonia privatizada aumentou o número de telefones em 2.500 por cento... Isso. Mas, não diga nada... Pode citar número quanto quiser que ninguém confere... diga que os municípios têm saneamento básico, quando metade deles não tem esgoto nem água tratada, depois de nossos oito anos no poder... Pode dizer o que quiser. Viu o belo exemplo do Gabrielli, que ousou dizer que o FHC queria que a Petrobras morresse de inanição e que o Zylberstajn era a favor da privatização do pré-sal"? Ninguém contesta, mesmo sendo publicado o que FHC escreveu na época, dizendo que "nunca privatizaria a Petrobras". Diga sempre que a culpa é das "elite", que o povão do Bolsa acredita... Dilma, faz isso, faz aquilo... Dilma, sobe no palanque, desce do palanque..."

(Eu acho que Dilma é uma vítima. Uma "tarefeira" do narcisismo de Lula. Agora que Dilma não tem mais certeza de que vai vencer, seu semblante é repassado por uma vaga inquietude. Gente autoritária odeia dúvidas, porque a dúvida não é "de esquerda"; a dúvida é coisa de pequenos burgueses - como dizia Marx: "Pequeno burguês é a contradição encarnada." Lula também odeia dúvidas...Ele fica retumbante quando vitorioso, mas sua cara muda com fracassos. Lembram do seu pior momento, quando explodiu o mensalão?

Agora Lula está deprimido de novo, o PMDB está angustiado, querendo trair, como mostra a cara do candidato a vice-presidente, o mordomo inglês de filme de terror... Lula teme a derrota, como se caísse de volta na linha de pobreza que ele diz que interrompeu. Talvez no fundo, Dilma tema a própria vitória, porque terá de aguentar o PMDB exigindo coisas, Força Sindical, CUT, ladrões absolvidos, renunciados, cassados, novos corruptos no poder, novas Erenices, terá de receber ordens do comissário do povo, Dirceu, terá de beijar e gostar do Sarney, Renan, Collor, seus aliados. Vai ter de beijar com delícia o Armadinejad,

o beiçudo leão de chácara Chávez, o cocaleiro Evo, com o MST enfiando bonés em sua cabeça, vai ter de aturar as roubalheiras revolucionárias dos fundos de pensão que já mandaram para o Exterior bilhões em contas secretas.

Coitada da Dilma - sendo empurrada com a resignação militante, para cumprir ordens, tarefas, como os militantes rasos que pichavam muros ou distribuíam panfletos. Dilma às vezes dá a impressão de que não quer governar... Ela quer sossego, mas não deixam...

Como é que fazem isso com uma senhora?

* Dilma e a revolução cubana: Esse video"elles" não esperavam - repassem

* Manifesto em Defesa da Democracia

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

* QUEM MENTE NÃO PODE SER PRESIDENTE‏

Contra fatos não há boatos!

Dilma e Franklin Martins Confessam Seus Crimes no Regime Militar
VOCÊ MATARIA OU NÃO MATARIA O EMBAIXADOR?

O vídeo anexo começa com uma pergunta: "Você executaria o embaixador?". A resposta deixa claro que, para os guerrilheiros, só havia duas opções: acordo ou sentença de morte.
Está "bombando" na internet o vídeo - postado no YouTube - em que sequestradores do embaixador americano Charles Elbrick, em 1969, entre os quais o ministro da Propaganda do governo Lula, Franklin Martins, lembram, em meio a risadas, a possibilidade de executar a vítima no cativeiro.


Dilma contrata representante das Farc

Ives Gandra fala sobre PNDH-3 no Jô Soares - PARTE 1.wmv

Dilma Mentiras do Curriculo

* FESTA NO JÔ SOARES - NÃO FOI AO AR !!!!!‏

* ELEIÇÕES 2010 CNT/SENSUS OU IBOPE ????? EM QUAL PESQUISA ACREDITAR ???

CNT/Sensus: Dilma 52,8% dos votos válidos e Serra 47,2%

Por Janes Souza - Da Redação em: Pesquisas

A pesquisa CNT/Sensus divulgada na noite desta quarta-feira (20), coloca Dilma Rousseff (PT) com 52,8% dos votos válidos, contra 47,2% de José Serra (PSDB). Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, Dilma pode ter entre 50,6 e 55%, já Serra tem entre 45 e 49,4%

Levando em conta os votos brancos e nulos (4,1%) e os indecisos (7,2%), a candidata Dilma tem 46,8% e Serra, 41,8%.

O levantamento foi realizada nos dias 18 e 19 de outubro, com 2 mil eleitores. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 36.192/2010.

Na pesquisa anterior, divulgada na última semana, a candidata petista tinha 52,3% dos votos válidos e Serra alcançava 47,7%. Nos votos totais, Dilma tinha 46,8% contra 42,7% de Serra. Brancos e nulos eram 4%, indecisos, 6,6%.

Com informações do Portal Terra

* Tem Ibope novo? E daí? É aquele que errou a boca de urna?

Teve Ibope no Jornal Nacional: 51% a 40% para Dilma. Eu confio? Vênia máxima, este resultado já estava na rua antes de a pesquisa ser concluída. “Ah, vai agora desconfiar de todas as pesquisas que não dizem o que você quer ouvir?” A petezada indague o que quiser. Parte do campo desse levantamento, por exemplo, foi feita quando só a entrevista de Dilma tinha ido ao ar no Jornal Nacional. Já seria o bastante para tornar o resultado discutível. O Ibope errou feio a boca de urna do primeiro turno — quase cinco pontos! Deu à petista 51% dos votos válidos, e ela não chegou a ter 47%. Por enquanto, aposto, a disputa segue empatada. O Ibope, hoje, infelizmente mais cria nuvens de suspeita do que fornece pistas sobre o que vai nas ruas.
Por Reinaldo Azevedo

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

* MÃES ASSASSINAS?

Não permita a transformação de mães em assassinas. Não permita a cultura da morte nas famílias e nos hospitais brasileiros.
Veja o video em que Pe. Léo Fala de Lula.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

* EDUCAÇÃO IPUENSE FAZENDO A DIFERENÇA

Vejam porque a Educação Ipuense esta fazendo a diferença:
Os professores ipuenses tiveram o RATEIO DO FUNDEB roubado pelo segundo ano consecutivo;

Os professores ipuenses não têm mais INSS, pois o prefeito criou um tal de IPM, está descontando 11% dos seus salários desde janeiro de 2010 e ate a presente data, não repassou nenhum centavo para a referida previdência;

Os professores ipuenses que fizeram empréstimo consignado na Caixa Econômica Federal estão com o nome no SPC/SERASA, pois o prefeito descontou as prestações de seus salários e não pagou a Caixa;

Os professores ipuenses (H/A) não têm mais os 20% de planejamento;

Os professores ipuenses não têm mais a G.E.D.(Gratificação de Estimulo a Docência);

Os professores ipuenses não têm mais a GRATIFICACAO DE FREQUENCIA ESCOLAR;

Os professores ipuenses não têm mais direito a licença com ou sem remuneração;

Os professores ipuenses são os que recebem o pior salário da região;

Os professores ipuenses não têm sequer um diário escolar para registrar suas atividades e a freqüência dos alunos;

Os professores ipuenses não têm material didático para desenvolverem suas atividades;

Os alunos dos professores ipuenses não têm material didático, nem MERENDA ESCOLAR, entre muitas outras cozitas.

Para completar ainda mais a diferença, a Secretaria de Educação de Ipu estará promovendo na proxima quinta-feira, uma grande festa na AABB para homenagear os professores de Ipu. Cada professor já recebeu uma blusa para vestir no dia, a mesma vem com a seguinte frase: EDUCAÇÃO IPUENSE FAZENDO A DIFERENÇA. Se vocês observarem, a letra “U“ de Educação foi substituída por uma FERRADURA DE BURRO e o til do A, pelo chapéu de Lampião.
Comenta-se pela cidade que além da camisa com a ferradura de burro e chapéu de Lampião, a Secretaria de Educacao irá montar um CURRAL no salão da AABB, vai ter muito CHIFRE, touro mecânico e recepcionistas na portaria com CHICOTES em punho.

Tudo isso para homenagear os professores ipuenses. Sem soma de duvidas, é a EDUCAÇÃO IPUENSE DO NOVO TEMPO FAZENDO A DIFERENÇA!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

* QUEM DISSE QUE SERRA É ANTI-NORDESTINO?

Algumas pessoas temem que o Serra seja um “anti-nordestino”. Contra esta idéia, apresento fatos. Eis algumas obras aqui no Ceará que contaram com a interferência de Serra a nosso favor quando este pertencia ao governo:

• Recursos para construção do Porto do Pecém;

• Para o início das obras do Metrofor;

• Para construção do Açude Castanhão;

• Para construção do Novo Aeroporto Pinto Martins;

Ainda na área de infra estrutura foi de Jose Serra a liberação para:

Duplicação dos acessos rodoviários à Fortaleza e outras estradas;

Linhas de transmissão de energia de Banabuiú e de Tucuruí;

• Recursos para o Projeto São José e do Projeto SANEAR;

Aumento dos recursos do Prodetur;

• Na área de saúde foi dele a liberação para a construção do Centro de Oncologia, no Hospital São Vicente, em Barbalha;

• Foi ele quem fortaleceu o Programa Agente de Saúde (pelo qual o Ceará recebeu homenagem pela ONU).

**************************************


Enquanto isso, durante estes últimos oito anos, nosso Presidente nordestino, juntamente com seus aliados cearenses, os senadores Patrícia Saboya e Inácio Arruda, o governador do Estado Cid Gomes e a Prefeita de Fortaleza Luiziane Lins, fracassaram, vergonhosamente, em repassar recursos e instalar obras no Ceará.

Vejam uma pequena lista do que nos foi prometido e/ou anunciado e que NÃO foi realizado:

• Siderúrgica;

• Refinaria;

• Estaleiro;

• Transnordestina;

• Transposição do Rio São Francisco;

• Conclusão do Metrofor;

• Além do falecido Projeto de Biodiesel.

Alias, o que foi feito pelo Ceará nestes últimos 8 anos?

Alguém viu o PAC por aqui?

Por favor, se alguém souber de alguma obra de vulto inaugurada no Estado do Ceará neste governo favor faça a gentileza de me informar.

* Debate Folha-RedeTV – Dilma vive o seu pior momento. Ou: Ela quer governar “para a pessoa humana”

Não sei quem vai vencer a eleição de 2010 — eu adoro começar os meus textos com esta frase, hehe, porque imagino a cara de tacho dos que sabiam… —, mas asseguro que os petistas andam muito preocupados. E o debate de ontem, promovido pela Folha e pela Rede TV, ajuda a explica por quê. Vamos ser claros? A candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, está perdida e vive o seu pior momento desde que a corrida começou. Se isso vai ou não se refletir nas urnas, bem, isso eu também não sei. À diferença de alguns coleguinhas espertos (aqueles mesmos que tinham a certeza de que Dilma venceria no primeiro turno com larga maioria…), não tomo a minha percepção do debate como síntese da opinião dos telespectadores-eleitores. Exceção feita àqueles que são fãs do PT e que votam no partido ainda que o candidato seja um poste de bigode, acho difícil que alguém possa dizer que Dilma se saiu bem no embate de ontem. Já o tucano José Serra teve o seu melhor desempenho.

Uma frase da candidata petista, na fala final, poderia ser um emblema de sua performance: “Farei um governo voltado para a pessoa humana, sobretudo para a pessoa humana, que será respeitada”. Seja lá o que isso signifique, dada a impossibilidade de existir uma pessoa não-humana. Dilma talvez estivesse tentando corrigir posições polêmicas expressas em entrevistas anteriores, como a defesa que fez da descriminação do aborto.

Serra não tocou no assunto; ela também não. Mas a questão está no ar. Pouco antes do início do debate, a Justiça Eleitoral havia determinado que a PF a apreendesse impressos encomendados por uma setor da Igreja Católica que recomenda que os cristãos não votem em candidatos pró-aborto. Anteontem, petistas haviam constrangido ilegalmente o gerente de uma gráfica (ler acima). E Dilma se vê, então, na contingência de afirmar que vai respeitar “a pessoa humana”. Convenham: chega a ser patético.

Dilma escolheu ontem dois caminhos: satanizar José Serra, acusando-o de “privatista” — e, parece, ele conseguiu se sair bem do embate —, e atacar a gestão tucana em São Paulo, especialmente na educação e na segurança pública. Huuummm… A privatização como terrorismo eleitoral foi muito eficiente na disputa de 2006, mas, tudo indica — ainda falta muito tempo para a eleição — “não pegou” desta vez. E Dilma, convenham, não ajuda muito. Eu duvido que alguém tenha entendido direito o que ela quis dizer ou a “denúncia” que ela tentou fazer. O ataque à gestão tucana em São Paulo parece ser uma estratégia estranha. Eu duvido que isso a ajude a ampliar sua margem de votos fora de São Paulo. No Estado, esse mesmo discurso foi rejeitado nas urnas. O tucano Geraldo Alckmin venceu a disputa no primeiro turno. Ademais, os números falam em favor do Estado nos dois quesitos, como vocês estão cansados de saber.

Eu não sei quem vai vencer a eleição de 2010, mas se nota um certo esgotamento da tática petista. Os ataques permanentes ao governo FHC e a louvação exagerada de Lula foram armas muito eficientes no primeiro turno, diante de uma campanha de Serra que não conseguia, isto é evidente, encontrar o tom, perdendo-se num administrativismo minimalista, embora tocasse, sim, em questões sérias e graves da gestão, como a saúde por exemplo. Mas faltavam a voz e a postura do estadista, do governante com uma mensagem. E isso apareceu no segundo turno na campanha eleitoral — que descobriu que quem só apanha perde — e nos debates. E Dilma, que realmente esperava triunfar no primeiro turno, perdeu o rumo. E não o encontrou até agora.

A saída tem sido reforçar a presença de Lula no horário eleitoral e nos palanques. Faz sentido? Pode até fazer. Ele é seu grande esteio — na verdade, sempre foi o único . Mas isso também contribui para que fique mais evidente o seu real tamanho. Ela não venceu no primeiro turno, mas a vantagem conquistada era grande. É claro que a eleição terminou no dia 3 com um viés pró-Dilma. Hoje, creio, dada a, digamos, imprecisão dos institutos de pesquisa, poucos se arriscariam a cravar o resultado. Dilma está esgotada.

O que, afinal, o segundo turno trouxe para o primeiro plano? Essa não é a praia dela, não. Pode até ser eleita, mas será sempre uma estranha nesse ninho. No primeiro turno, com dois outros candidatos no embate, ela falava muito menos. A campanha triunfalista de João Santana — que passou a bater pesado — se encarregava de criar a “super-Dilma”. Nos debates, ela fazia suas perguntas a Marina e Plínio de Arruda Sampaio e podia deitar sua sapiência estudada, sem muito risco.

Um debate de segundo turno é de outra natureza. Aí, por mais ensaiada que a coisa esteja, o risco é gigantesco. Se o adversário souber lidar direito com a lógica do encontro, como fez Serra neste domingo, as coisas podem se complicar, como se complicaram. Os defeitos de Dilma vieram à tona com brutal clareza. Sua arma continua a ser uma só: tentar desmoralizar o governo FHC e exaltar o governo Lula. Ocorre que isso tinha lá sua eficiência nos debates da fase anterior. Agora, pode passar a imagem de pessoa ranheta, prepotente, que está sempre falando mal dos outros.

Lula vai ter de se desdobrar e entrar ainda mais na campanha. Pode dar certo? É claro que pode. Mas também pode reforçar a suspeita de que Dilma é incapaz de andar pelas próprias pernas e de que alguém assim não pode presidir o Brasil. É uma operação de risco.

Nos estúdios da Rede TV, o clima entre os petistas, ao fim do encontro, era de velório. Tivessem ido bem, viria a arrogância conhecida. Eles não sabem ganhar ou perder nem um mísero debate. E, nesse caso, não dá para chamar a Polícia Federal.

Por Reinaldo Azevedo

domingo, 17 de outubro de 2010

* ATENÇÃO FUNCIONARIOS CONTRATADOS E OCUPANTES DE CARGOS DE CONFIANÇA DA PREFEITURA DE IPU!

COMECOU A CONTAGEM REGRESSIVA PARA A OPERAÇÃO PÉ NA BUNDA II

MOTIVO: O prefeito IrresponSÁVIO conseguiu falir a prefeitura de Ipu.

Ano passado, o IrresponSÁVIO recebeu a prefeitura de Ipu com mais de dois milhões de reais nas contas, e por incrível que pareça, para fechar o ano de 2009, o mesmo teve que demitir mais de 1000 funcionários contratados e antecipar o ano letivo.

Este ano a situação da prefeitura é bem diferente, ou seja, pior que a do ano passado. O prefeito conseguiu fazer com o nosso município, o mesmo que fez com suas empresas (levou a falência).

Os recursos do município que deveriam ser aplicados em educação, saúde ação social e infraestrutura da cidade, são desviados através do pagamento de empresas laranjas e com o pagamento de obras fantasmas, enquanto isso, Ipu encontra-se na seguinte situação:

Postos de saúde sem remédios; Servidores com salários atrasados; Prestadores de serviços com pagamentos atrasados; Alunos sem merenda escolar; Alunos que não tem sequer um boletim escolar; Professores sem diário escolar; Professores e alunos sem material didático para desenvolver suas atividades pedagógicas; Professores sem rateio do FUNDEB desde que o irresponSÁVIO assumiu a prefeitura; Servidores com o nome no SERASA, pois o prefeito descontou os empréstimos consignados dos seus salários e não pagou a Caixa Econômica; A previdência dos servidores descontada mensalmente de seus salários e não repassada ao Instituto de Previdência Municipal; Ruas sujas, praças deteriorando-se e animais perambulando pela cidade.

E para piorar ainda mais a situação, os concursados demitidos ilegalmente pelo irresponsável, estão sendo reintegrados, as multas juntamente com os salários atrasados serão descontados diretamente do Fundo de Participação do Município (FPM).

Quando esses descontos começarem a se efetivar, a prefeitura de Ipu ira ter dificuldade para pagar até mesmo o repasse duodecimal da Câmara Municipal.

Outra coisa: a essa altura do campeonato, já tem muitos contratados trabalhando de graça.
 

A transparência

"O dinheiro dos impostos, está indo literalmente pelo ralo, em nossa cidade, o laudo do TCM de engenharia, está pronto e acessivel á todos, é uma "pouca vergonha", as vistorias constataram inúmeras irregularidades, de todos os graus, um verdadeiro desrespeito com os cidadãos. Quem verificar o laudo perseberá claramente os ralos por onde escorrem vultosas quantias, que certamente fazem muita falta as pessoas que necessitam dos serviços públicos. Que mais e mais ipuenses tomem conhecimento, é só acessar o site do TCM e verificar em desmonte- relatório e laudo de engenharia. Boa leitura, e tirem suas próprias conclusões!"
(Samuel baker mororo Aragão - AFAI)



RECORDAÇÕES

A CULTURA POLÍTICA - O BODE